segunda-feira, maio 06, 2013

O Facebook e a ganda nóia de tudo isto

Como seria de esperar a um péssimo governo escolhido por eleitores que avaliaram as propostas governamentais com a barriga das pernas, corresponde uma democracia de qualidade duvidosa. Um primeiro-ministro que faz discursos à George Bush, um Paulo Portas que goza com os pensionistas e com os funcionários públicos na esperança d éter mais um vereador em Lisboa  e um presidente que intervém menos na política portuguesa do que o jardineiro de Belém, são sintomas de uma democracia que parece estar a ser alvo de um ajustamento decidido por aquele taliban de estudos alcorânicos de Harvard.
Uma reunião de um órgão do Estado onde participam todos os ex-Presidentes da República e representantes do Parlamento, para além de alguns amigos de Cavaco Silva é divulgada na televisão a título de segredo por um dos maiores falhados da política portuguesa? Marques Mendes foi autorizado por Cavaco Silva para informar ex-Presidentes da República de que brevemente serão convocados para uma reunião do Conselho de Estado porque Cavaco está preocupado com a crise entre o n.º 1, que na verdade é um n.º3, anda às avessas com aquele que diz ser o n.º 3 , mas que na verdade é um n.º 2 inconformado porque se acha mais giro e inteligente do que os nos. 1,  o verdadeiro porque é o preferido do Schäuble e o falso porque neste momento já só a esposa votaria nele.
Cavaco deixou de usar o Facebook para ter uma espécie  de i-Phone com duas perninhas, que é o Ganda Nóia. O governo faz dois discursos para apresentar o mesmo programa, no primeiro discurso aparece o primeiro-ministro mau com todas as medidas, no segundo vem o ministro bom corrigir o que disse o primeiro. Já não é só o Cavaco que tem um ganda nóia, é o país e a democracia que está numa ganda nóia.
Corta-se Estado, eliminam-se direitos sociais, decide-se quantas dezenas de milhares de funcionários devem ser atirados para o desemprego com um bloco de notas e uma BIC enquanto se alivia o intestino. O presidente da República parece ter deixado de usar o Fernando Lima para dar informações aos jornalistas e agora é o Ganda Nóia a fazer convocatórias informais das reuniões do Conselho de Estado. Por cada programa de austeridade decidido pelo Gaspar passaram a haver duas conversas em família, uma com direito a perguntas e outra com os jornalistas a ficarem sem seco.
Até quando vai durar esta brincadeira, até quando os portugueses vão perceber que isto já não vai lá com remodelações dos secretários de Estado tóxicos por terem sido contaminados por swaps? O país caminha para o colapso económico, social e político. A economia está em desintegração, o governo já não existe a e Presidência da República perdeu a credibilidade. O impossível aconteceu, a maus políticos europeus juntou-se um presidente da Comissão que é uma desgraça e um primeiro-ministro perfeitamente inapto e fraquinho da cabeça.
 
Este poder, governo e presidência, está num tal estado de putrefacção que o seu mau cheiro já deve estar a chegar aos Pirenéus!
blog comments powered by Disqus