domingo, maio 26, 2013

Semanada


Cavaco Silva não gosta de palhaços e perguntou à Procuradoria-geral se era crime chamar-lhe palhaço e muito diligente a Procuradora-Geral concluiu que sim. Resta agora saber se um presidente pode ser dado a palhaçadas e se isso suceder se continua a ser crime chamar palhaço ao um presidente ou se deve ser acusado de concorrência desleal aos profissionais do ramo.
  
Quem parece também ser dado a palhaçadas é o ministro Maduro que é mesmo um grande maduro, vulgo “um ganda maluco”. As palhaçadas do Maduro já começam a fazer saudades do Miguel Relvas, ao menos o ex-ministro era logo contra a Constituição e contra o Tribunal Constitucional, não nos vinha com bordados académicos para dar golpes baixos. Se a comparação com o Relvas não o favorece, o mesmo sucede com o Álvaro, na concertação social os parceiros sociais já não o querem ver.
   
Num dia o Gaspar foi a Bona prestar contas ao coxo, no dia seguinte o governo reuniu e inventou um incentivo fiscal ao desemprego, mais um dia e Passos Coelho disse que ia pedir mais défice, enfim, confirmou a declaração pública do coxo que com o seu moço de recados ao lado assegurou aos jornalistas alemães que não havia qualquer derrapagem orçamental em Portugal. Pois não.
  
  
blog comments powered by Disqus