terça-feira, fevereiro 23, 2016

Austeridade ou sacanice?

 photo sacanas_zpsxyh3l6jw.jpg

Austeridade é chamar todos os cidadãos a suportar os custos de um esforço nacional de controla despesa pública. Sacanice é um governo escolher um grupo profissional ou social com ase em critérios ideológicos ou em ódios pessoais para que suporte os custos da austeridade. Os democratas optam pela equidade e a austeridade não significa necessariamente injustiça. Os canalhas optam pela sacanice, acusam aqueles que odeiam de todos os males do mundo e aplicam-lhe todas as medidas odiosas.
  
Quando se escolhem pensionistas e funcionários públicos para suportarem um corte brutal de rendimentos, quando se promete que a medida é para um ano pois se destina a compensar um falso “desvio colossal”, quando depois se diz que é para o período de ajustamento e mais tarde se garante que tudo voltará ao normal apenas oito anos depois não estamos perante uma medida de austeridade, estamos perante uma sacanice.
  
Em Espanha o governo da mesma direita cortou vencimentos e recuperada a normalidade orçamental não só os repôs como os reembolsou. Aqui a ideia era cortar vencimentos e despedir e o cinismo foi tão grande que se inspiraram nos portões dos campos nazis e chamaram ao despedimento requalificação, foram ainda mais longe, disseram que o despedimento era uma oportunidade na vida destes novos judeus.
  
Não, aquilo que alguns portugueses sofreram nos últimos anos não foi austeridade, foi sacanice. A canalhice foi tanta que como não podiam cortar os ordenados do sector privado e depois de o fazerem no sector público tentaram o golpe da TSU, retiravam uma parte dos ordenados sob a forma de um aumento da TSU e entregavam-na aos patrões sob a forma de uma redução da mesma TSU aplicada aos empregadores. Como a manobra falhou optaram por reduzir o IRC compensando esta redução com um aumento do IRS, sob a forma de uma sobretaxa.
  
A sacanice foi tão grande que funcionários públicos e reformados levaram duas doses desvalorização fiscal, primeiro pela via dos cortes e depois pelo aumento do IRS. EM relação aos reformados a sacanice foi ainda mais longe e com requintes de inspiração nazi. Não só levaram um corte nas pensões sob a forma de um imposto, como ainda tiveram de pagar o IRS acrescido da sobretaxa como se não tivessem levado qualquer corte.
  
Bendita austeridade porque essa austeridade pode ser distribuída por todos, ao contrário da sacanice qe por definição é adoptada por sacanas e é aplicada àqueles que esses sacanas odeiam. E enquanto o sana mor, para não lhe chamar algo que possa ofender a progenitora, estiver na liderança do PSD considerarei este partido como nacional-social-democrata, um partido com a máxima “nacional-social-democracia sempre”.

blog comments powered by Disqus