segunda-feira, fevereiro 22, 2016

Umaas no cravo e outras na ferradura



 Jumento do dia
    
Catarina Martins

O país deixou de estar em suspenso por não se conhecer ainda a orientação de voto do BE no OE, mas podemos estar descansados, o orçamento está longe de ser um bom documento pois não é decidido por um partido com 10% dos eleitores, tal como já tinha defendido Jerónimo Martins, mas pelo menos na generalidade a Catarina Martins deixa o país descansado. Depois veremos se no debate na especialidade o BE consegue que o OE seja mais seu.

«Declarando que o OE2016 que vai ser debatido e votado na generalidade na segunda e terça-feira no parlamento "não é o orçamento do Bloco de Esquerda" mas do Governo do Partido Socialista, Catarina Martins assegurou que, tendo resultado de um "percurso" de que o partido fez parte, este "não falha" aos seus compromissos.

"Na sua generalidade, o Orçamento do Estado vai de encontro ao que foram as negociações feitas com o Bloco de Esquerda e permite a recuperação de rendimentos pela primeira vez em cinco anos a quem trabalha ou trabalhou toda a vida em Portugal e, portanto, o BE vai fazer este debate não contra ao orçamento, mas para viabilizar o orçamento", declarou.


Numa sessão pública sobre 'O que traz o orçamento, o que quer o Bloco?', realizada na Biblioteca Municipal de Torres Novas, a dirigente do BE afirmou que o partido será "extraordinariamente exigente para que na especialidade se dê mais resposta aonde ela está a faltar" e se prossiga um caminho de recuperação de rendimentos, de soberania e de emprego.» [Notícias ao Minuto]
  
blog comments powered by Disqus