domingo, maio 12, 2013

Umas no cravo e outras na ferradura


 
   Foto Jumento
 
 photo Monsanto2_zpsed133c69.jpg
 
Flores do Parque Florestal de Monsanto
   

 As taxas retroactivas sobre as pensões

 photo nrp_zpsd9e569ea.jpg
  
É evidente que Paulo Portas vai ter de "tomar" a taxa sobre as pensões e perder os votos dos velhinhos, esta taxa vai ser para ele um supositório do tamanho de um submarino, dir-se-ia que se trata de uma taxa "retroactiva".
 
 Então, as minhas vaquinhas da Graciosa continuam felizes?
 
 photo vaquinhas_zps57e31a5e.jpg

 A ida aos mercados

Esta ida aos mercados de que tanto se gaba o governo lembra as idas dos senhores com os filhos às putas pela primeira vez. Tal como os ricaços levavam os meninos às putas para experimentarem e sentirem-se homenzinhos, também o Draghi  levou o memino Gaspar aos mercados. A diferença é que as putas ficavam mais baratas, com esta ida às meninas do Gaspar o país ficou a pagar quase 6% durante dez anos.

Mais valia que em vez de ir aos mercados o Gaspar tivesse ido ao bairro das lanternas vermelhas em Amesterdão, ficava mais barato aos portugueses. Assim, só os juros deste empréstimo que nem sequer fazia falta vai custar mais um vencimento aos funcionários públicos.

 Os gandulos

Os gandulos responsáveis por todos os males deste país não são os banqueiros, os donos das empresas de obras públicas, os políticos corruptos, os autarcas oportunistas e gastadores, os directores-gerais e boys incompetentes, os negociantes de empresas duvidosas. Não, os gandulos são os médicos, os cirurgiões, os soldados, os bombeiros sapadores, são professores do ensino básico, educadores de infância, auxiliares educativas, professores do ensino superior, motoristas de ambulâncias, inspectores do fisco, pilotos de helicópteros de salvamento, oficiais da armada, pilotos aviadores, directores clínicos, magistrados, soldados da GNR, inspectores da polícia judiciária, são dezenas e dezenas de profissão cujo objectivo é desviar o dinheiro dos portugueses.

Esses gandulos em vez de trabalharem anda a salvar gente perdida no mar, a acelerar em ambulâncias, distraindo-se nos serviços de urgências, ensinando crianças, formando investigadores, esses gandulos só fazem coisas inúteis que custam dinheiro aos portugueses de primeira, aos banqueiros, aos administradores da EDP, a tantos e tantos portugueses que estão em dificuldades por causa do Estado e dos seus gandulos.

O Passos Coelho e Gaspar fazem bem em atacar essa gente, incluindo os que se reformaram e vivem à nossa custa, fazem bem em pô-los à míngua, em despedi-los em massa, em colocá-los em casa sem ordenado, em desvalorizá-los socialmente, em ofendê-los, em humilhá-los, em destruir-lhes o prazer de viver e a vontade de trabalhar. Essa gente deve ter o tratamento dos judeus entregues ao Mengele, merecem-no, são inúteis, seres inferiores, sem cidadania, sem direitos, sem qualquer direito à honra ou à dignidade.

Uma boa parte do povo português faz bem em descarregar as suas frutrações nessa gente, os 30% de portugueses bons e honrados que dizem que votariam em Passos Coelho ou Gaspar são os portugueses bons, as vítimas dos gandulos ou mesmo alguns gandulos pois há sempre gente disposta a vender-se para fazer o trabalho sujo.



 Dúvida

Porque será que algumas das personalidades mais poderosas deste país fazem tudo o que o Passos Coelho manda?
 
 Aculpa é da troika

 photo pesaroso_zps965e0987.jpg

Pois, na troika são todos da Etiópia e não sabem o que é isso das constituições ou da democracia.

Digamos que um Passos Coelho enrascado pediu ao jornal do Tio Balsemão para lhe dar uma ajudinha. O pessoal do Público até teve o cuidado de escolher uma fotografia onde o homem de Massamá aparece com ar pesaroso e condoído, até parece que está contra uma medida que ele próprio tomou a iniciativa de propor à troika. Agora manda dizer ao Público para dar uma notícia onde se parte do pressuposto de que o BCE e a Comissão Europeia defendem que a Constituição deve ser ignorada.

Boa Maduro, ao pé de ti o Relvas era mesmo verde!
   
  
     
 Passos irritado
   
«A noite de quarta-feira foi quente na sede do PSD, na Rua de São Caetano, durante o jantar que reuniu Passos Coelho e os presidentes das distritais, conta hoje o jornal Sol, que adianta que houve um desfilar de críticas ao primeiro-ministro, com o aparelho do PSD a criticá-lo duramente.

De acordo com o Sol, a tensão foi tal que o próprio líder do PSD rejeitou “jogos sujos” no partido, acabou por se irritar e terminou o encontro com um apelo à lealdade.

As críticas mais duras chegaram pela voz do líder do PSD-Algarve, Luís Gomes, que chegou mesmo a dizer que o partido se sente “maltratado” pelo Executivo. Mas também outros dirigentes se queixaram de que os chefes de gabinete dos ministros não lhes atendem os telefones.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:
 
Uma perguntinha à margem da notícia: a que título e com que objectivos os líderes distritais do PSD costumam ligar aos chefes de gabinete dos ministros? Será que estamos na União Soviética?
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Pergunte-se ao secretário-geral do PSD se este partido não se estará a confundir com o PCUS.»
   

   
   
 photo Tatyana-Zherebtsova-5_zpsdc04af06.jpg
  
 photo Tatyana-Zherebtsova-4_zps56080b3b.jpg
   
 photo Tatyana-Zherebtsova-3_zps267a9259.jpg
   
 photo Tatyana-Zherebtsova-2_zpsc5573d63.jpg
  
 photo Tatyana-Zherebtsova-1_zps0052a052.jpg
blog comments powered by Disqus