sábado, dezembro 26, 2015

Umas no cravo e outras na ferradura


  
 Jumento do dia
    
Paulo Macedo, o ex-Opus ministro da Saúde

Cada dia que passa ficamos a conhecer melhor a dimensão da canalhice do manhoso que esteve à frente na pasta da Saúde do governo do agora primeiro-ministro no exílio. Durante anos este sacrista andou a passar a imagem de que salvou o SNS graças ao sector farmacêutico, hoje conhecemos cada vez melhor a realidade do desastre que durante tanto tempo foi econdico dos portugueses pela boa imprensa de um manhoso.

A morte de portugueses que sofreram aneurismas durante os fins-de-semana e morreram em hospitais como o de D. José foram assassinados em nome do sucesso político desse grande gestor quer era o manhoso opus Macedo, foi ele que os matou em nome da sua brilhante carreira e não admira que se tenha escondido mal tenha deixado o cargo, sabia muito bem o que tinha feito.

«A pesquisa realizada pela Lusa aos requerimentos entregues pelos partidos políticos no Parlamento sobre o hospital de S. José mostram que o Bloco de Esquerda alertou quatro vezes, desde 2013, o Ministério da Saúde sobre a falta de tratamento dos aneurismas cerebrais no hospital de São José aos fins de semana e que agora terá causado a morte do jovem David Duarte.

Também o "Diário de Notícias" chamou a atenção para a gravidade da situação a 26 de janeiro de 2015 ao noticiar em primeira página "São José sem tratamento para aneurismas ao fim de semana".

O BE questionou o Governo PSD/CDS-PP em junho de 2013 sobre o problema da escala de Neurorradiologia de Intervenção no Centro Hospital de Lisboa Central/CHLC (que integra São José), tendo o gabinete do ministro Paulo Macedo reconhecido o problema e respondido esperar que "este constrangimento esteja ultrapassado brevemente".» [Expresso]

      
 Edgar Silva não se preparou para presidente desde criança
   
«Ah, não! Não sou como aqueles que, desde pequeninos, se prepararam para ser Presidente da República. Preparei-me, sim, durante muitos anos, para estar no meio dos mais pobres, junto dos mais explorados na sociedade. Preparei-me muito e em várias fases da vida para essa inserção na causa dos mais pobres. Essa foi a minha única preparação...» [Expresso]
   
Parecer:
Para presidente do Vaticano talvez....
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
  
 António Ciosta vai treinar a próxima vítima de Portas
   
«Paulo Portas protagonizou o primeiro debate quinzenal com o primeiro-ministro, António Costa, mas não o voltará a fazer até ao congresso do CDS, que deverá acontecer até meados de abril. Serão seis os rostos do CDS a questionar o chefe do Governo nestes três meses: além do líder parlamentar, Nuno Magalhães, entrarão em cena Assunção Cristas, Cecília Meireles, João Almeida, Pedro Mota Soares e Telmo Correia.

A justificação para Portas se remeter para segundo plano é o facto de terminar em janeiro o seu mandato como presidente do CDS. Será, por isso, substituído por este grupo de dirigentes do partido e/ou da bancada parlamentar, a quem Portas tem feito questão de dar palco. Por coincidência, todos estavam na lista que há tempos o líder do CDS elencou como sendo boas hipóteses para lhe suceder. Outra coincidência: Portas ainda não revelou se será ou não candidato a mais um mandato.» [Expresso]
   
Parecer:

Quem der mais porrada em Costa sucede a Portas que, por sua vez, eliminá-lo-á quando cheirar a poder ou a polícia.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Aposte-se na Cristas pois o Portas tem uma grande queda para mulheres.»

 Deus nos livre destes procuradores do MP
   
«Segundo noticia o jornal i, o Ministério Público acredita que este cargo seria para favorecer a atividade imobiliária que António Figueiredo e os empresários chineses desenvolviam.

O Departamento Central de Ação Penal crê que Jaime Gomes, ex-sócio de Macedo e Zhu Xiaodong, empresário, “envidaram esforços para abrirem na China uma Agência de Imigração/Vistos Gold que divulgasse os serviços desenvolvidos por ambos em Portugal e angariasse clientela”.» [Notícias o Minuto]
   
Parecer:
A notícia diz que o MP crê, que o MP acredita e isso serve para lançar uma acusação nos jornais. Não diz que o MP provou ou o MP tem provas ou indícios, ficamos na mera crença dos magistrados, isto é, da convicção dos juízes passamos à convicção dos polícias. As pessoas já não são criminosas por cometerem crimes, basta que um magistrado tenha essa crença, ainda que sem quais indícios ou provas, basta um palpite policial para que um cidadão seja queimado nos jornais.

o dr. Ventoínhas disse que o MP não é uma associação criminosa e tem razão, pela forma como manda os pecadores para o inferno com base em meras crenças é mais uma associação religiosa.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Vomite-se.»
  

   
   
 photo Andres-Cadena-1_zpskxldouis.jpg

 photo Andres-Cadena-5_zpsbrartbe1.jpg

 photo Andres-Cadena-4_zpsb06vrfwa.jpg

 photo Andres-Cadena-3_zpsixv05vkq.jpg

 photo Andres-Cadena-2_zpswgggge2v.jpg
  
blog comments powered by Disqus