quinta-feira, dezembro 31, 2015

Umas no cravo e outras na ferradura



   Foto Jumento


 photo _melro_zpsvdoon0wj.jpg

Melro do Jardim Gulbenkian, Lisboa
  
 Jumento do dia
    
Leitão Amaro

Se o deputado Leitão Amaro tivesse um pingo de vergonha na cara ficava caladinho como um rato num assunto como o BANIF ou o BES. Mas o rapazola julga-se esperto e está fazendo com o Banif o que o PSD fez no passado com o BPN, iludir as culpas sobre quem provocou o buraco. O que o senhor deputado parece querer esconder é que o verdadeiro dono do banco era o Estado pois o governo da direita tinha-o nacionalizado, apesar de ter mantido uma administração em representação do capital privado minoritário com o objectivo de disfarçar a situação e não assumir responsabilidades.

«O PSD sublinha que a decisão tomada terça-feira sobre a recapitalização do Novo Banco – não obstante ser “uma decisão do Banco de Portugal” – surge como a conclusão de um “processo onde houve sempre uma preocupação de proteger os contribuintes”. Uma preocupação, diz o deputado António Leitão Amaro, que “contrasta bem com uma decisão recente do governo atual, noutro caso [o Banif], em que os contribuintes foram chamados a fazer um esforço importante”.

Numa curta conferência de imprensa do PSD para comentar a decisão conhecida para o Novo Banco, Leitão Amaro começou nesta quarta-feira por dizer que “a decisão de ontem é uma decisão do Banco de Portugal. Tal como o foi em 2014, na resolução do BES”.

Por outro lado, “pelo que nos é dado saber, estas decisões só podiam ser tomadas agora e não antes. Porque estas decisões, na prática para permitir que o Novo Banco cumpra os rácios de capital exigido pelo BCE, são tomadas na sequência dos resultados dos testes de stresse cujos resultados foram conhecidos em novembro de 2015. Só depois dessa data era possível haver medidas tomadas”, salienta o deputado do PSD.» [Observador]
  
 CDS
  
Quase três meses depois das eleições que dizia ter ganho Paulo Portas, como bom cristão e inspirando-se em Jesus tal como o faz a sua Cristas, percebeu que o melhor seria entregar a sua carreira política ao cuidado de Deus.

 A saída suja de Paulo Portas

 photo _Portas_zpshmqynvhw.jpg

Paulo Portas borrou-se com a ideia de ter de ficar muito tempo nas eleições e receando que numas próximas legislativas o CDS seja metido no porta-bagagens de um táxi decidiu fugir. Agora resta saber do que ou de quem vai viver, esperemos que não se converta em comentador televisivo pois um dia destes só nos resta ver o Canal História.

      
 Portas já tem quem lhe pague o Jaguar?
   
«Desde que Paulo Portas anunciou que não se vai recandidatar à liderança do CDS, nesta segunda-feira, as teorias sobre o caminho que o centrista deverá seguir têm-se multiplicado. No entanto, a edição desta quarta-feira do “Diário de Notícias” garante que Portas vai agora dedicar-se à gestão de projetos empresariais.

De acordo com o matutino, Paulo Portas deixa de ser a figura principal do partido que liderou durante dezasseis anos para se dedicar a projetos empresariais, nomeadamente da área editorial. O mesmo jornal adianta que o centrista deverá também dedicar os próximos tempos à gestão dos bens da família.» [Expresso]
   
Parecer:

A última vez que trabalhou foi na famosa Moderna.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
  
 STE critica governo
   
«O Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE) anunciou esta quarta-feira que suscitou ao Presidente da República a fiscalização preventiva do diploma do Governo que prevê a reposição faseada dos salários dos funcionários públicos até outubro de 2016.

Em comunicado, o STE lamenta que apesar de os cortes salariais na função pública terem sido justificados como uma medida excecional durante a vigência do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF), e de o Tribunal Constitucional ter considerado inconstitucional a manutenção da medida para além de 2015 (Acórdão 574/2014), o novo Governo tenha decidido mantê-los.

O sindicato, afeto à UGT, considera que o projeto-lei apresentado no parlamento pelo grupo parlamentar do PS, que contou com os votos favoráveis do BE e do PCP, “mantém os cortes salariais em 2016, prometendo, porém, a sua redução em 25% por trimestre até ao final do ano”.

“Só por essa altura, os trabalhadores que foram chamados a pagar a crise com ‘dose de leão’, poderão vir a receber salários iguais aos que auferiam em janeiro de 2009”, avisa o STE, lamentando que a proposta do PCP, que exigia a reposição integral dos salários assim que o Orçamento do Estado para 2016 (OE2016) entrasse em vigor, tenha sido chumbada.» [Observador]
   
Parecer:

Tem razão, entre uma sobretaxa que não era inconstitucional e um corte de salarias inconstitucional a coligação da esquerda preferiu transformar a sobretaxa num impostos constitucional sobre os menos pobres e manter os cortes salariais. Isto é, há quem tenha cortes salariais e ainda leve com a sobretaxa.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Aprove-se a crítica, lembrando-se ao STE que os abusos são antigos pelo que se lamenta a sua coragem repentina, isto é, depois de o PSD sair do poder..»

 Investigadores criativos
   
«Desde a detenção do antigo primeiro-ministro José Sócrates que o nome do grupo Lena não mais saiu das primeiras páginas e dos noticiários em Portugal. No meio desta teia de suspeitas apareceu também o nome de Joaquim Barroca, administrador da empresa de Leiria e que agora surge ligado a um esconderijo no mínimo peculiar.

A revista Visão conta que em abril os investigadores começaram a apontar baterias para a empresa que começava a ser suspeita de ser um dos corruptores de Sócrates. O problema é que os administradores tomaram conhecimento das suspeitas conseguindo mesmo saber o dia e a hora em que as autoridades chegariam à sede do grupo. Segundo a mesma revista, Francisco Santos, da área dos media do grupo Lena, ligou a avisar que o procurador Rosário Teixeira e o juiz Carlos Alexandre estavam em Fátima. Ali ao lado de Leiria. Ora, não foi preciso puxar muito pela cabeça para perceber para onde iriam a seguir. Assim, quando os investigadores chegaram para revistar os escritórios, já não havia sinal de Joaquim Barroca que é atualmente um dos 12 arguidos da Operação Marquês.

Mas se os responsáveis pela investigação já esperavam isto, o que encontraram a seguir surpreenderam-nos seguramente. Antes do local das buscas ter mudado para a casa de Barroca, o responsável pelas suas viaturas, Geraldo Rodrigues, enviou uma mensagem de texto: “Tudo entregue”. Pouco tempo depois o homem forte do grupo Lena respondeu com o seguinte texto, segundo escreve a Visão:

Está no frigorífico na arca congeladora do reboque da Harley que levei a ltália; a Dra. Ana do céu vai pedir-te que me lá vás buscar isso. E depois dás-lhe ainda hoje, ok?”

Foi preciso analisar todas as comunicações intercetadas para encontrar esta mensagem. Conta a Visão que foi o próprio juiz Carlos Alexandre que as analisou e, os investigadores questionaram: “Quem é que guarda o que quer que seja dentro de uma arca congeladora de um frigorífico guardado num reboque de uma motorizada?”» [Observador]
   
Parecer:

É uma pena que estes investigadores em vez de serem polícias não se terem dedicado á literatura, a verdade é neste caso já temos muito romance e poucas provas.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada.»

 CML acode a Bruno de Carvalho
   
«A Câmara de Lisboa ordenou a retirada de telas com mensagens de contestação ao presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, que haviam sido colocadas em placards de publicidade já instaladas na Segunda Circular, indicou hoje o município.

Numa resposta escrita enviada à agência Lusa, a autarquia refere que "retirou quatro telas com mensagens referentes ao Sporting Clube de Portugal e ao seu presidente, colocadas sobre estruturas 'outdoor' já existentes na Segunda Circular", presumivelmente durante a noite de segunda-feira ou na madrugada de terça-feira, de forma anónima.

"Nem Champions, nem Taça, nem cérebro, nem liderança, nem poupança. As mentiras já doyen", podia ler-se nos cartazes que, acompanhados de uma foto de Bruno de Carvalho e do símbolo do clube, terminavam com a mensagem: "O Sporting está em risco. Acordem".» [DN]
   
Parecer:

Está cheio de sorte, eu espero há mais de um ano por uma resposta a uma solicitação feita por email.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

   
   
 photo Benowski-4_zps9linbafw.jpg

 photo Benowski-2_zpsxstquf9m.jpg

 photo Benowski-5_zpsvol1xxfw.jpg

 photo Benowski-1_zpsovsxcqru.jpg

 photo Benowski-3_zpsofncivvu.jpg
  
blog comments powered by Disqus