domingo, novembro 27, 2016

Semanada

Passos Coelho continua em estado de negação, convencido de que é o primeiro-ministro legítimo ignorou o aniversário do governo que lhe roubou o poder. A responsabilidade pela liderança da oposição coube a Assunção cristas que, mais uma vez preencheu a ausência de um líder do PSD que não sabe como reagir a uma queda permanente nas sondagens.

Fidel morreu e a grande preocupação de muitos comentadores foi a de realçar de que se tratava de um ditador, ignorando a realidade social de Cuba quando comparada com outros países da América Latina com idênticos recursos. Persiste-se em ignorar as consequências económicas sociais de um bloqueio medieval imposto pelos EUA, fazendo de conta que todos os males de Cuba se devem ao regime.

O PSD ficou muito ofendido porque o secretário de estado do tesouro disse que o deputado Leitão Amaro sofria de uma disfunção cognitiva temporária, isto é, disse que o deputado estava sendo temporariamente parvo, isto se não estivéssemos perante desconhecimento técnico da matéria em debate. Parece que o PSD discordou do carácter temporário da disfuncionalidade.

Parece que o pessoal do Caso Marquês foi buscar inspiração ao livro da alcoviteira de Belém para renovar a esperança de encerrar o processo antes de o procurador que o conduz atingir o limite da idade de reforma. Depois de tanta investigação e de tantas provas divulgadas pela CMTV ainda vamos há a esperança de se vir a provar que Sócrates fez alguma, nem que seja o desrespeito de um limite de velocidade, veja lá bem esse malandro!

Desta vez a oposição liderada por Assunção cristas ignorou a divulgação do relatório da execução orçamental. Há alguns dias houve um grande escândalo porque o governo não deu conhecimento das previsões, agora que os resultados são publicados ninguém os comenta, o que significa que tudo está a correr bem. Esta oposição parece que só se cura das suas disfuncionalidades quando algo corre mal.

blog comments powered by Disqus