segunda-feira, novembro 07, 2016

Umas no cravo e outras na ferradura




 Jumento do Dia

   
Jorge Machado, deputado do PCP

Parece que o deputado do PCP tem saudades dos tempos do SUV e escolheu a GNR, uma força militar, para testar um modelo de democracia popular, criando um delegado do pessoal que mais não será do que um poder paralelo à hierarquia. Parecido com isto na história das forças militares e militarizadas só mesmo os delegados do PCUS nos tempos do Exército vermelho.

Parece que o PCP quer andar um bocadinho depressa demais e para que não tenhamos de aturar Passos Coelho no poder exige uma mini revolução com os seus menos de 10% dos votos.

«O PCP continua a aproveitar o "novo quadro político e com uma distinta correlação de forças" para avançar nova proposta no sentido de civilizar as forças de segurança, agora centrada na criação da figura do "delegado associativo" na GNR.

O deputado Jorge Machado explicou ao DN que os comunistas pretendem "alargar e aprofundar a democracia interna da GNR", ao permitir que os "militares associados" possam eleger os respetivos delegados nas unidades e subunidades daquela força de segurança.

Esta proposta de projeto-lei, que foi entregue esta sexta-feira na Assembleia da República "após vários anos de luta", estabelece que a eleição desses delegados associativos se faça "em função da dimensão das unidades" e para "reforçar os direitos democráticos dentro da GNR", insistiu o primeiro dos 11 subscritores do documento.» [DN]

 O Bloco já não é o que era
   
«"Nós queremos mais mas não faremos alianças pontuais com a direita, que só servem o interesse da direita de chegar mais depressa ao governo e a esperar que o Diabo chegue. O Diabo são eles próprios, enfim, não fazemos alianças com o Diabo, nunca o fizemos aliás", explicou Catarina Martins, em Braga, numa sessão com cerca de 70 pessoas sobre o Orçamento do Estado (OE),aprovado sexta-feira na generalidade como voto favorável do Bloco de Esquerda, PS, PCP e PEV.

Sobre a discussão na especialidade do OE, a porta-voz do Bloco explicou que o partido irá dar contributos para melhorar o documento: "O Bloco de Esquerda vai fazer propostas de alteração na especialidade, sim, mas não fará propostas que deitam abaixo o Orçamento do Estado", assegurou.» [Notícias ao Minuto]
   
Parecer:

Compreende-se a desilusão da direita com o BE a as sucessivas críticas ao seu apoio ao governo, como se o normal fosse o BE ajudar a direita a chegar ao poder.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

 Montenegro mexe-se



Passos Coelho pediu à oposição interna do PSD que se mexesse, mas o mais curioso é que quem mais se começou a mexer com esse desafio de Passos e com a queda do partido nas sondagens foram as personalidades próxima do exilado. Uns foram-se embora, Montenegro mexe-se para dar nas vistas na comunicação social.

Depois de Marques Mendes e de Maria Luís Albuquerque teremos mais um putativo candidato ao lugar do pobre Passos Coelho?

      
 Má comunicação nos serviços de saúde?
   
«O que é que não se deve dizer a um doente zangado? “Acalme-se”, exemplifica Irene Carvalho, a presidente da recém-criada Sociedade Portuguesa de Comunicação Clínica em Cuidados de Saúde (SP3CS), que destaca a importância da empatia e da humanização na medicina e em todas as profissões que implicam contacto com doentes.

Socorrendo-se da experiência e de estudos feitos nos Estados Unidos — onde estas questões merecem grande atenção —, Irene Carvalho sustenta que as queixas por falhas na comunicação médico-paciente são muito mais frequentes do que as reclamações devidas a incompetência técnica. “A maior parte das queixas têm que ver com problemas de comunicação”, corrobora o enfermeiro Carlos Sequeira, que acaba de lançar o livro Comunicação clínica e relação de ajuda.

Saber interagir com doentes em situações complicadas e saber como dar más notícias não implica apenas ter  intuição e bom senso.  Há “competências básicas” que devem  ser ensinadas aos profissionais de saúde, actualmente muito pressionados pela falta de tempo, defende Irene Carvalho que criou a nova sociedade científica em conjunto com outros profissionais (médicos, enfermeiros, farmacêuticos, terapeutas, entre outros).» [Público]
   
Parecer:

A minha experiência é que a tendência é para não haver qualquer comunicação, é-se internado e tr~es meses depois ninguém lhe diz o que teve, não apareceu nenhum médico por perto e os enfermeiros dizem que nada podem dizer. os doentes só falam com os auxiliares.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Estude-se bem o que se passa nos serviços de saúde.»
  
 A Passos de saias pode ser candidata a Lisboa
   
«Nesta entrevista à TSF e Diário de Notícias, Luís Montenegro admite que o PSD espera que Santana Lopes seja o candidato a Lisboa, mas Maria Luís Albuquerque seria também uma boa candidata. Já sobre uma candidatura de Rui Rio à liderança no PSD, Luís Montenegro encara a hipótese com naturalidade.» [Expresso]
   
Parecer:

Seria interessante testar a sua popularidade e saber se sabe dizer alguma coisa além de banalidades sobre economia. Também seria interessante ver uma putativa candidata a líder do PSD defrontar a líder do CDS.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Aprove-se a candidatura.»

blog comments powered by Disqus