terça-feira, novembro 29, 2016

Umas no cravo e outras na ferradura




 Jumento do Dia

   
António Domingues, presidente da CGD

Se António Costa era contra o desempenho de cargos públicos porque a lei estabelece exigências que não se colocam aos privados deveria ter recusado o convite. Mas não o fez e ao que parece acaba por apresentar a declaração de rendimentos. Assim, a sua demissão foi inútil e todo este processo revela pequenez humana pois manteve o país em suspense para escolher o momento em que iria demitir-se.

 Apoiar o governo e estar na oposição


Não é normal com os governos do PS, mas é frequente quando o PSD governa estar simultâneamente no governo e na oposição, isto é, são militantes do próprio PSD que lideram a oposição ao governo. Ainda que tal não seja frequente com o PS, a verdade é que já tem sucedido, durante muito tempo Manuel Alegre chegou a ser uma verdadeira vedeta televisiva graças às críticas que fazia ao governo, tendo mesmo reunido a esquerda mais conservador em torno de si numa sessão pública realizada na Reitoria.

A gande novidade neste governo está no facto de ser o BE a chamar a si esse papel, lembrando a famosa rábula de Ivone Silva. Durante a manhã a Catarina é a Catarina patroa, à tarde é a Catarina costureira.

 Desta vez não houve chupão na mão da pobre rainha


Estou com saudades da nossa família da corte de Boliqueime, quando se fazia constar que a esposa de Cavaco Silva era muito amiga da rainha de Espanha.

      
 Rui Rio 1 - 0 Passos Coelho
   
«Duas semanas depois de Rui Rio ter afirmado, em entrevista ao DN e à TSF que "poderá" ser ele a afirmar-se como alternativa à atual liderança se o partido "não descolar" até às autárquicas, este estudo do CESOP da Católica para o DN, JN, RTP e Antena 1 vem demonstrar que existe apoio claro a Rui Rio entre os inquiridos.

Para 42% dos entrevistados, o PSD ficaria melhor ou muito melhor se tivesse a liderança entregue a Rui Rio em vez de Pedro Passos Coelho. É uma maioria clara de opiniões favoráveis ao ex-autarca, um nome que tem sido insistentemente apontado como alternativa de liderança para o PSD. 33% afirmam que o partido ficaria "melhor", enquanto 9% arriscam mesmo dizer que os social-democratas ficariam "muito melhor" entregues à liderança de Rui Rio. A soma dá 42% e pode ser vista como uma medida para avaliar o desgaste da imagem do atual presidente do PSD. O estudo não decompõe estes resultados por preferência partidária, mas o CESOP da Católica, contactado pelo DN, garante que não há um desvio significativo nestes resultados quando se olha, em exclusivo, para as preferências dos "eleitores" do PSD.» [DN]
   
Parecer:

Com esta sondagem começou a lenta queda de Passos Coelho, agora resta saber se Passos reiste opara além das autárquicas ou se Rui Rio prefere que o Che de Massamá continue a ser estufado em lume brando.
   
Despacho do Diretor-Geral do Palheiro: «Reserve-se cadeira na primeira fila da plateia.»
  
 Está tudo dito
   
«O Presidente da República disse na manhã desta segunda-feira que “as pessoas mudam, mas as instituições fortes permanecem”, num comentário à demissão de António Domingues da presidência do conselho de administração da Caixa Geral de Depósitos.

Marcelo Rebelo de Sousa, que falava aos jornalistas depois da receção aos reis de Espanha no Porto, disse que “há um plano, há um projeto que vai ser executado”.

O Presidente afirmou, numa curta declaração, que “neste dia o que é importante são as relações entre Portugal e Espanha” e que o assunto Caixa “não é fundamental neste dia”. Marcelo seguiu depois para Serralves, onde os reis castelhanos vão visitar a exposição dos quadros de Joan Miró.» [Observador]
   
Parecer:

E no fim desta semana tudo estará encerrado.
   
Despacho do Diretor-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»

blog comments powered by Disqus