sexta-feira, dezembro 09, 2016

Umas no cravo e outras na ferradura




 Jumento do Dia

   
Rui Rio, candidato intermitente

Rui Rio tem uma estratégia curiosa, umas vezes fica ofendido porque a comunicação social o coloca na posição de candidato à liderança do PSD, a seguir vai almoçar com Passos Coelho como se lhe estivesse manifestando vassalagem, mas mal o líder do PSD cai nas sondagens ou comete algum erro lá reaparece o Rui Rio dizendo cá estou eu.

Rui Rio nunca defendeu políticas alternativas às de Passos Coelho, antes pelo contrário, por várias vezes adoptou um discurso de suposto rigor financeiro, deixando no ar o seu apoio aos excessode de Passos Coelho. Alguns chamam a esta estratégia de Rui Rio cozinhar Passos em lume brnado, outro dirão que é a estratégia de alguém muito calculistas, sem grande coragem e sem querer correr o risco de assumir ideias e propostas.

Com tantos jantares de Natal ficamos à espera de ver qual é a prenda que Rui Rio vai dar a Passos, se vai querer-lhe o lugar ou se vai prometer-lhe que quer tudo menos isso.

«Os sociais-democratas mantêm-se contidos nas críticas à liderança de Passos Coelho, mas no terreno o partido está a aquecer os motores. Rui Rio tem participado em almoços e jantares do PSD, onde até estão líderes distritais, depois de se ter mostrado disponível para ser candidato à liderança do partido em 2018. 

Foi o caso de um almoço desta quarta-feira, em Anadia, em que entre os sociais-democratas esteve o líder da distrital de Aveiro, Salvador Malheiro, que foi eleito para a estrutura em 2016 com apoio da direcção de Passos Coelho contra uma outra lista que era apoiada pelo líder parlamentar Luís Montenegro. Salvador Malheiro, que é também presidente da câmara de Ovar, confirma a presença no almoço, mas recusa ser uma iniciativa de apoio a Rui Rio. “É um almoço de Natal entre amigos”, disse ao PÚBLICO o dirigente distrital. A mesma justificação foi dada pelo deputado Bruno Coimbra que diz ter sido convidado por um “amigo comum” do ex-autarca do Porto. Ao que o PÚBLICO apurou também esteve neste almoço o líder da distrital de Leiria, Rui Rocha.

Mas esta iniciativa em Anadia não foi única. Rui Rio participou num jantar de Natal, com centenas de sociais-democratas, no fim-de-semana passado, a convite da concelhia de Castelo de Paiva, e onde também esteve Salvador Malheiro, enquanto representante da distrital. Aqui, o dirigente admite que era um “encontro partidário”. Questionado sobre se estas iniciativas ferem a liderança de Passos Coelho, Salvador Malheiro rejeita a ideia e diz haver “uma cumplicidade muito grande com a direcção” do partido. “Não embarcamos em qualquer tipo de especulações”, afirmou. O PÚBLICO tentou contactar Rui Rio mas sem sucesso. » [Público]

 Ainda que mal pergunte

Paulo Macedo é empregado do quadro do BCP onde tem o estatuto remuneratório de administrador. O BCP é o principal concorrente da CGD. Tanto quanto se sabe Paulo Macedo continua a ser funcionário do BCP. Não há aqui nada de incompatível e duvidoso?


 Isto sim, é uma reposição de vencimentos!



O governo repôs a Paulo Macedo o vencimento que tinha proposto a Domingues e o administrador do BCP recebeu a maior reposição de rendimentos ocorrida em Portugal, ele que esteve à frente do ministério inspirador dos cortes de vencimentos e dos aumentos do horário de trabalho. Ganda Opus Macedo!

 As buscas na Santa Casa e arredores

gostei de ver Helena Lopes da Costa explicar as buscas que foram feitas à sua casa. Fiquei a pensar que o MP só lá foi porque a administradora da Santa Casa se tinha esquecido de desligar uma lâmpada. ´divertido como a nossa direita confia tanto nas investigações quando estas são dirigidas a personalidades de esquerda. Enfim, pimenta no cu dos outros até sabe a refresco.

      
 Justiça original
   
«Quatro dos cinco oficiais e dois sargentos indiciados pelo Ministério Público no âmbito da investigação às mortes do segundo-furriel Hugo Abreu e do soldado Dylan da Silva, no primeiro dia da instrução no Curso 127 dos Comandos, a 4 de Setembro, continuam a exercer as suas funções no Regimento dos Comandos na Carregueira.

Apenas um, o médico do curso, ficou impedido, a 18 de Novembro, pela juíza de instrução de continuar a exercer funções no Regimento de Comandos e Unidades de Saúde Militares. Os restantes seis militares eram ou instrutores dos dois grupos onde estavam inseridos Hugo Abreu e Dylan da Silva, ou responsáveis da instrução.

De acordo com informação que tem chegado aos investigadores do Ministério Público, os ex-instruendos têm sido alvo de pressões "do Éxercito e de outros comandos". "Estão a sentir-se culpados de estar a falar", diz uma fonte próxima do inquérito-crime.» [Público]
   
Parecer:

A ser verdade que há pressões sobre as testemunhas é uma vergonha para o Exército.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Investigue-se.»
  
 Tenham paciência, é uma questão de tempo
   
«O ex-primeiro-ministro, que falava num jantar de Natal, pediu ainda paciência aos cerca de 200 militantes que com ele jantaram lembrando que chegará a vez do PSD "servir o país" porque, salientou, oferece uma "visão mais construtiva e positiva" para o futuro de Portugal do que o atual Governo.

"Nós [o PSD] não precisamos de dizer umas coisas incongruentes, incoerentes, às vezes ridículas apenas para agradar a alguns setores sem os quais a gente não se aguenta no Governo, é assim que está o PS. Triste figura aquela que faz", acusou, considerando que podia ser pior.

"Só não é pior porque muitas das pessoas que estão hoje no Governo acreditam mesmo que o BE tem razão e sentem-se hoje muito mais próximos do PCP do que de nós. São eles que dizem, não é uma acusação nossa", disse.» [DN]
   
Parecer:

Este passos Coelho tem sentido de humor.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Dê-se a merecida gargalhada.»

 Até tu Gaspar?
   


«O Fundo Monetário Internacional (FMI), que esteve em missão em Portugal entre 29 de novembro e 7 de dezembro, considera que "as metas orçamentais do Governo português para 2016 são alcançáveis", contudo, as estimativas para o défice, apesar de mais favoráveis, ainda não convergem com as do Executivo. Mas apenas por uma pequena margem.

"O outlook de Portugal no curto prazo melhorou, principalmente devido à aceleração das exportações registadas no terceiro trimestre do ano" e por isso, "estimamos que o défice seja de cerca de 2,6% do PIB em 2016, ou seja, um crescimento de 0,4%. Os esforços das autoridades em conter o consumo intermérdio e o investimento público mitigou a possibilidade do défice ser maior", pode ler-se no relatório da missão do FMI, divulgado esta quinta-feira à tarde.» [Expresso]
   
Parecer:

Esta posição do FMI deixa o Passos e a Teodora a falarem sozinhos.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»


 Mais um palpite fiscal de Marcelo
   
«O Presidente da República considerou nesta quinta-feira em Faro que os números da execução orçamental até Outubro "são francamente bons" e disse ter "muita esperança" de que os números de Novembro confirmem um valor aproximado do défice de 2,5%.

"Os números que são conhecidos de execução orçamental são francamente bons até Outubro e eu tenho esperança, muita esperança, que os números que virão a ser conhecidos relativamente a Novembro virão confirmar um valor que ande à volta dos 2,5% do défice", declarou Marcelo Rebelo de Sousa.

Questionado pelos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa comentava as previsões divulgadas hoje pelo FMI, que estima que a economia portuguesa cresça 1,3% este ano e no próximo, mostrando-se ligeiramente mais optimista do que o Governo para 2016, mas mais pessimista para 2017.» [Público]
   
Parecer:

Ainda que a execução orçamental só seja tornada pública depois do dia 20 de Dezembro, nesta altura já são conhecidos quase todos os números, pelo que o palpite de Marcelo estará mais do que certo, como tem sucedido com os palpites anteriores.
   
Despacho do Director-Geral do Palheiro: «Sorria-se.»
  
 Pai ou bisavô?
   
«O vocalista dos Rolling Stones, Mick Jagger, tornou-se pai pela oitava vez nesta quinta-feira, anunciou o seu publicista.

“O filho de Melanie Hamrick e Mick Jagger nasceu hoje em Nova Iorque e ambos estão encantados”, disse Fran Curtis, num comunicado, citado pela Reuters.» [Público]

blog comments powered by Disqus