quarta-feira, junho 12, 2013

Jumento do Dia

  
Vítor Gaspar

O ministro das Finanças acha que as suas relações de amizade na Alemanha e o facto de ter assumido o estatuto de chicote da troika lhe dá o direito de gozar com um país, de se divertir a fazer experiências, de brincar às previsões, de achincalhar a democracia e de brincar com os funcionários públicos como se fosse brinquedos.
 
Para este senhor que diz de si próprio que não foi eleito para coisíssima nenhuma os funcionários públicos podem ser despedidos em massa e sem regras, podem ficar sem vencimentos ou subsídios quando ele acorda mal disposto ou quando so seus erros resultam em mais um desvio colossal nas contas públicas.
 
Até quando vamos ter de aturar isto, até ao pós troika como parece ser a ideia de Cavaco? Dantes dizia-se que o governo era formado por incompetentes a excepção era o brilhante Gaspar, agora qualquer incompetente do governo parece a sumidade da turma quando comparado com o Gaspar. Que desastre nacional vai ser necessário para demitir Vítor Gaspar?

«De acordo com uma deliberação do Conselho de Ministros da passada quinta-feira, que não foi referida em nenhum dos comunicados que se seguiram à reunião do executivo, mas à qual a Lusa teve hoje acesso, o Governo argumenta que, apesar do chumbo do Tribunal Constitucional, não há "meios necessários e suficientes" para que os trabalhadores do Estado possam receber o subsídio de férias em Junho, conforme a legislação em vigor no âmbito do Regime do Contrato de Trabalho em Funções Públicas (RCTFP).

"O Orçamento do Estado para 2013 (OE2013) não prevê os meios necessários e suficientes para garantir o referido pagamento, existindo assim uma inconsistência entre a obrigação legal de pagar os subsídios e os limites orçamentais impostos pela referida lei", lê-se na deliberação.

O executivo argumenta ainda que Portugal se encontra "obrigado" ao cumprimento do Programa de Assistência Económica e Financeira (PAEF), que "impõe limites trimestrais ao défice público" e que já apresentou no Parlamento uma proposta de Orçamento Rectificativo e uma proposta de lei que prevê o pagamento do subsídio de férias só em Novembro.» [Notícias ao Minuto]
blog comments powered by Disqus