domingo, junho 16, 2013

Semanada

Esta semana Cavaco Silva fez lembrar aquelas bandas de rock decadentes que de vem em quando regressam à estrada para ganharem uns cobres e sobreviverem mais uns tempos. Também Cavaco está em decadência, já poucos portugueses se interessam por aquilo que diz ou faz desde que parece ter sido transformado num presidente de iniciativa governamental. Depois de andar desaparecido Cavaco optou por mudar a estratégia, agora desdobra-se em entrevistas e discursos em ambientes controlados e com jornalistas dóceis. O discurso é o costume, não discutam o Portugal de 2013 mas sim o de 2014, aliás, não discutam Portugal mas sim a Europa ou, melhor ainda, esqueçam a Europa pois quem está  a mais é o FMI. Estranha forma de um presidente enfrentar os problemas do seu país.

Também nesta semana se ficou a saber que a honra de um presidente vale 1300 euros, ainda que não tenha ficado claro se estamos perante uma taxa única ou vamos ter uma tabela de preços e os 1300 euro são apenas para quem o mandar trabalhar. O certo é que os portugueses ficaram a saber que quando quiserem dizer o que pensam de Cavaco Silva o melhor é antes olharem à volta para ver se há alguém com ares de polícia à paisana. Quem diz o que pensa de Cavaco corre um sério risco de ser detido e julgado na hora, enfim, parece que não é só o Portas a ter saudades do Simplex, Cavaco também conta agora com os julgamentos na hora de quem ousar manchar a sua imagem.
 

Passos Coelho também aderiu ao Simplex e a partir de agora há a mudança da lei na hora, se os professores fazem greve e faltam a exames altera-se a lei da greve, se o Constitucional chumba muda-se ou suspende-se a Constituição. Passos Coelho pode ser o primeiro-ministro mais incompetente que Portugal já conheceu, mas nunca se viu alguém sacar do coldre para disparar contra a legalidade como ele o faz, é um verdadeiro Lucky Luke da governação.
blog comments powered by Disqus