terça-feira, janeiro 03, 2017

De morto a hiperactivo

Convencido de que o diabo lhe devolveria o poder com a desgraça orçamental que seria anunciada com a execução orçamental de Setembro, o sempre J que lidera o PSD optou por fazer de morto, em Lisboa era morto e ninguém dava por ele, fora de Lisboa promovia a bandeirinha do primeiro-ministro no exílio, passeando a bandeirinha em encenações organizadas para fazer crer que ele era o primeiro-ministro desejado pelo povo.

Mais uma vez as coisas correram mal, as sondagens a que ele não liga insistem em convidá-lo a sair, pelo que decidiu fazer mais um upgrade na sua estratégia. Não esperou pela Páscoa e como não há nada de novo para que nascesse no Natal, decidiu comemorar a quadra antecipando a Páscoa, tentando ressuscitar com uma coisa modernaça, uma Newsletter!

Ao que parece inspirou-se no mundo da bola, como a estratégia Sportinguista do Facebook não resultava, porque o dele parou no tempo em que em pleno Natal elogiava o sacrifício de uma senhora que deixou de tomar banho por falta de dinheiro para água quente. Usar Guerras também não seria uma boa ideia pois já ninguém no PSD quer dar a cara por ele, a não ser a Maria Luís e o truculento Amorim. Optou pela Newsletter do FCP, sendo de esperar que comece a contar as grandes penalidades cometidas pelo governo na preparação das autárquicas.

É óbvio que esta palhaçada digna dos tempos das eleições das associações no Ensino preparatório vai durar pouco, se ninguém se dá a trabalho de ler o Povo Livre, muitos menos serão os que se darão ao trabalho começando o dia por ler as babsoseiras da Newsletter. Até porque pelo primeiro número a imaginação não é grande. Ainda por cima sabemos que estas coisas são escritas por mãos amigas, sendo óbvio que desta vez alguém muito fiel à ex-ministra Maria Luís, que tutelou a gestão da dívida, deu uma ajudinha opinião sobre matéria da competência da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública - IGCP, E.P.E..

O mais curioso é que a Newsletter não existe, não tem qualquer formato, não tem qualquer link no site do PSD. Não passa de um texto não assinado, que é apresentado na secção de Notícias e que de diário não parece ter nada, neste dia 3 ainda não saiu o número dois. Enfim, mais uma falhanço na estratégia pessoal de Passos Coelho, que insiste em abordar a política nacional com os truques dos seus tempos de JSD. De asneira em asneira vai afundando o PSD.

blog comments powered by Disqus